O que é tratamento mms, para que serve? Como preparar e usar?

Se você vem em buscar de saber o que é tratamento mms ou cds chegou ao local certo, neste arigo você vai saber para que serve, como preparar e usar este tratamento barato e milagroso oculto pelo sistema, acompanhe.

O que é tratamento mms csd

Os benefícios atribuídos ao dióxido de cloro estão se tornando cada vez mais conhecidos e discutidos, graças à ação de entusiastas, depoimentos calorosos de pessoas que dizem ter sido ajudadas pelo produto e pela divulgação feita na internet.

O produto chegou a ser chamado de milagroso. Alguns de seus defensores garantem que o uso medicamentoso da substância poderia em pouco tempo cortar pela metade a quantidade de pessoas internadas devido ao interesse que o assunto produz, explicaremos aqui do que se trata e o que se sabe até agora sobre o produto.

Saiba o que é o tratamento mms, para que serve, como preparar e usar

Como o nome indica, trata-se de um óxido de cloro que contém duas moléculas de oxigênio. Ele pode ser usado em duas formas ligeiramente diferentes. Uma delas, a mais antiga e conhecida, foi apelidada de MMS, a outra, mais recente e considerada um aperfeiçoamento, recebeu o nome de CDS.

Um dos pioneiros no uso da substância para fins curativos na forma MMS foi o pesquisador de ouro Jim Humble, que, em uma expedição na selva em busca do precioso metal, viu um membro de seu grupo que havia contraído malária recuperar a saúde depois de tomar água purificada com o oxigênio estabilizado que Humble carregava consigo para tratar a água deles e deixá-la própria para consumo dos membros da equipe. Não havia por perto socorro médico convencional.

Humble ficou impressionado com o acontecimento e resolveu pesquisar o assunto para ver se descobria como o oxigênio havia curado a malária. Depois de algumas pesquisas, Humble concluiu que na realidade não tinha sido o oxigênio que havia curado o homem, mas, isso sim, os resquícios de dióxido de cloro que havia no oxigênio estabilizado usado por ele.

Humble passou, desde então, a ser um entusiasta do produto. Segundo ele, com o uso da substância, ele foi capaz de ajudar dezenas de milhares de pessoas a se curarem de doenças graves em países africanos como Uganda.

MMS / o que essa solução faz

MMS é a sigla de miracle mineral solution, ou seja, solução mineral milagrosa, em inglês. O nome foi dado devido aos enormes efeitos positivos que dizem que essa solução tem em uma enorme quantidade de doenças, especialmente doenças de natureza infecciosa.

Trata-se de uma solução de clorito de sódio e ácido cítrico. A ela, acrescenta-se a água, o que dá origem ao dióxido de cloro, que funciona como, digamos, o princípio ativo da coisa toda, sefundo o mecanismo que veremos a seguir.

Ingerida a solução, os íons formados juntam-se ao glóbulos vermelhos do sangue, que carregam as moléculas do gás oxigênio, e são transportados por eles pelo corpo.

Nesse caminho, os íons do dióxido de cloro, que são dotados de um poder de oxidação que é ainda superior ao poder de oxidação apresentado pelo próprio oxigênio, ajudam a destruir micro-organismos invasores, como fungos, vírus e bactérias, e células doentes do próprio corpo.

Segundo dizem seus defensores, trata-se do germicida mais poderoso que não destrói células sadias, poupando-as e tendo, dessa maneira, menos efeitos negativos sobre o corpo do que muitos remédios prescritos pela medicina convencional.

Fazendo essa limpeza no organismo, o produto ajudaria a curar ou pelo menos amenizar várias doenças graves e até incuráveis.

É importante ter em mente, porém, que o uso da MMS, especialmente se a pessoa estiver muito infectada, pode causar náuseas e outras reações negativas, que de certa forma, são sinais de que o produto está agindo e fazendo algum efeito.

Diarreia e vômito são relativamente raras no uso do MMS, mas, se acontecerem, podem ser sinais da existência de parasitas no organismo, que devem ser desalojados antes que o processo de uso do MMS continue.

O mais comum é tomar uma gota de MMS 8 vezes ao dia. Se a pessoa não tiver reações negativas, pode aumentar a dose consumida para dias gotas.

Como fazer MMS

Para cada volume de clorito de sódio, coloca-se o mesmo volume de ácido cítrico. Então, se é preciso produzir o equivalente a 3 gotas de MMS colocam-se 3 gotas do clorito de sódio e 3 gotas de ácido cítrico em um recipiente, espera-se cerca de meio minuto para que o ácido ative o clorito de sódio e adiciona-se cerca de meio copo de água. Bebe-se o resultado.

O que é CDS e o que esse produto faz

Como já dissemos, acima, existe outra forma de usar o dióxido de cloro. Trata-se do CDS, que é sigla em inglês de Clorine dioxide solution, ou seja, solução de dióxido de cloro. Trata-se de uma solução saturada com o dióxido de cloro. Ela se origina do próprio MMS, de que falamos acima.

Ela é considerada melhor do que o MMS, a forma original, principalmente por ter menos impurezas, ter sabor menos desagradável e por causar muito menos sensações negativas às pessoas que a tomam. Basicamente, seu mecanismo de ação no corpo e seus benefícios para a saúde são os mesmos do outro produto que citamos.

Devido a suas vantagens e às inconveniências menores que representa, para não mencionar a facilidade (como veremos) de sua produção, recomenda-se que o uso do CDS tenha preferência sobre o uso do MMS.

Como produzir CDS

Colocam-se 40 ml de clorito de sódio e 40ml de ácido cítrico em um cálice. No recipiente grande, coloca-se 1 litro de água bem fria.

Deixa-se o conjunto mostrado na foto em uma geladeira, até que os dois grupos líquidos, ou seja, tanto do recipiente grande quanto do cálice fiquem amarelos.

Tira-se o cálice (fechando logo o recipiente maior para que o gás não escape), que pode ter seu conteúdo reaproveitado na fabricação de mais CDS.

Conserva-se o CDS produzido na geladeira e toma-se conforme o protocolo usado.

O mais comum é seja feito o consumo de 1 ml de CDS (tirado com um aparelho dosador – lembrando-se sempre de tampar e guardar o CDS na geladeira logo após a retirada) 10 vezes ao dia.

Algumas condições de saúde podem exigir consumir o produto mais vezes.

Atenção: lembre-se que tampas de metal usadas para conter o dióxido de cloro devem ser recobertas internamente por plástico, pois o produto é um oxidante que provavelmente vai corroer a tampa, o que vai ainda produzir um óxido metálico que vai contaminar a solução.

Lembre-se ainda que, embora, o produto possa ser aplicado como gás para tratamento de alguns problemas de saúde, o óxido não deve ser respirado.

Veja mais testemunho valiosos em vídeo;

Para autismo, veja;

Mais informações;

Conclusão sobre o assunto

Entre as inúmeras doenças para as quais o dióxido de cloro tem sido recomendado, podemos citar a candidíase, o câncer, a hepatite e até a AIDS.

Apesar da defesa de pesquisadores como Humble e de entusiastas, a medicina convencional costuma reprovar o uso do dióxido de cloro, apontando para efeitos colaterais e alegando que não há provas dos benefícios do produto no combate às doenças para os quais costuma ser recomendado.

Enfim, explicamos o que é tratamento mms/csd, ensinamos a preparar e usar e apresentamos os benefícios atribuídos a ele. Lembramos que, em caso de doença, não há substituto para o acompanhamento de profissionais médicos devidamente qualificados e as avaliações feitas por eles.

<<< Veja mais receitas e tratamentos enovadores

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *