Benefícios do óleo de coco para a saúde (como fazer em casa)

O uso do óleo de coco tornou-se popular no Brasil em 2012 com a comprovação dos seus benefícios. Mas, o produto é velho conhecido na Ásia e Ilhas do Pacífico e também na cultura de alguns povos da América do Sul.

O alimento faz bem à saúde e virou queridinhos dos adeptos da vida saudável. Só que ele pode ser vilão se não usado da maneira correta. Então, como devo usar esse óleo? Simples! Leia este texto para aprender a usar os benefícios do óleo de coco para a saúde!

Benefícios do óleo de coco para a saúde

Quais os tipos óleo de coco?: Oficialmente, o óleo de coco pode ser puro (ou natural), refinado e orgânico. A forma como ele é produzido é o que determina sua classificação.

Chamamos de óleo de coco puro quando é feito com o coco fresco e de óleo de coco refinado quando é usado o coco seco processado. Mas, encontramos também o óleo de coco virgem e óleo de coco extra-virgem, as quais não estão amparadas por uma definição oficial de nenhum órgão regulador.

O óleo de coco virgem é amarelado e possui aroma e sabor próprios do coco, e sua utilização é nas indústrias cosmética e alimentícia. A categoria virgem é obtida com a polpa branca revestida pela película.

Já o óleo de coco extra-virgem é feito somente com a polpa branca tem coloração translúcida, com aroma e sabor característicos da fruta e seu emprego é na culinária, estética e na saúde.

O óleo de coco refinado também chamado de “sem sabor” é incolor, com neutralidade de aroma e sabor. É obtido da polpa seca em temperatura ambiente e seu refinamento ocorre porque a exposição da polpa a agentes externos deixa- a propensa a elementos contaminantes.

O refinamento serve para “limpar” o óleo, porém, esse processo reduz significativamente o cheiro, sabor e, principalmente os nutrientes do óleo. Outra desvantagem do óleo de coco refinado é que ele pode ter componentes químicos.

Contudo, é possível encontrar óleo de coco refinado produzido sem refinamento, o que possibilita o uso na culinária em altas temperaturas.

Por fim, o óleo de coco orgânico é aquele produzido com cocos que não foram submetidos a pesticidas e produtos para estimular o crescimento da fruta. Para ser considerado orgânico é necessário ter certificação de órgãos especializados. O preço do óleo de coco orgânico é maior em relação aos demais.

Mas, independentemente do tipo de coco usado, a extração industrial é feita com a polpa madura, ralada e com aproximadamente 3% de umidade. A polpa é colocada em equipamentos de aço inoxidável ou de aço carbono onde é prensada.

Benefícios do óleo de coco para a saúde

O óleo de coco é rico é rico em vitaminas e minerais. No grupo das vitaminas, destacamos a D, E e K e nos minerais, destacamos o ferro que atua na prevenção e combate da anemia. O alimento contém ainda ácido láurico e o ácido cáprico que fortalecem o sistema imunológico. Isso sem contar que o óleo de coco tem ação antibacteriana, antiviral e antifúngica.

Ele é rico em antioxidantes

Antioxidantes são componentes que agem como “vassouras”, expulsando toxinas do organismo. Uma dessas toxinas são os radicais livres que propicia o acúmulo de gordura e ainda são responsáveis por inflamações, alteram a cadeia celular desencadeando câncer.

O ácido láurico presente no óleo é convertido no organismo no componente monolaurin e ajuda a combater infecções.

Auxilia a controlar os níveis de açúcar no sangue

O óleo de coco ajuda a controlar o efeito glicêmico. Essa característica faz o açúcar ser liberado aos poucos, o que em diabéticos é importante para evitar picos de glicemia.

Aumenta o colesterol bom

O ácido láurico é quem responde por isso! Com o colesterol bom em níveis adequados, evita-se a formação de placas de gorduras nas artérias e consequentemente evita infarto.

É bom para pele e cabelo

Você já deve ter visto produtos cosméticos com óleo de coco para pele e cabelos. Isso porque o óleo de coco é um poderoso hidratante. Se você está com a pele e os cabelos ressecados, aposte em produtos com óleo de coco.

Outras dicas interessantes que você pode testar são usar o óleo de coco em massagens, para facilitar a depilação, acalmar a pele após a exposição solar e também como substituto do desodorante.

Ajuda a potencializar o treino

Há quem beba café com óleo de coco antes do treino. A combinação de dois termogênicos turbina a queima de gorduras e aumenta energia. Uni-los ajuda também a aumentar a massa muscular.

Mas, unir esses alimentos é bom apenas para quem está com peso adequado, pratica atividade física regularmente e está com os níveis de colesterol equilibrados. A bebida é contraindicada para pessoas fora do peso, sedentárias ou com colesterol alto.

Óleo de coco emagrece ou engorda?

Isso depende de como você irá usá-lo! O óleo de coco emagrece porque é um alimento termogênico e que retarda a fome. Essa fama de emagrecedor justifica-se pelo ácido láurico que queima gordura mais rapidamente e usa a própria gordura nessa atividade.

A ação emagrecedora do óleo de coco explica-se também por facilitar a digestão e ainda porque o mesmo ácido láurico elimina bactérias ruins e a gordura do óleo amolece as fezes, melhorando o funcionamento do intestino.

Porém, é preciso cautela para usar o óleo de coco. Uma colher de sopa tem 130 calorias e 15 gramas de gorduras, sendo 13 gramas de gordura saturada.

Se usado corretamente, o óleo de coco favorece a perda de peso e estimula o colesterol bom (HDL), enquanto o exagero favorece o aumento de peso e aumenta o colesterol ruim (LDL). Para aproveitar os benefícios, a dose diária de óleo de coco recomendada é de 2 a 4 colheres de sopa para refogar alimentos.

A ação termogênica do alimento originou a dieta do óleo de coco que consiste em refogar e cozinhar alimentos com óleo de coco e ainda comer frutas e fazer sucos com farinha de coco.

Na dieta também é possível beber café com óleo de coco combinação dos alimentos com maior poder termogênico.

Para fazê-lo, basta adicionar uma colher de sopa de óleo de coco em uma xícara de café e bater no mixer ou no liquidificador até o café ficar claro. A dose diária recomendada de café com óleo de coco é 3 vezes por semana para evitar o excesso de gordura e efeitos colaterais como tonturas, náuseas e cansaço.

Sugestão de cardápio para dieta do óleo de coco

Café da manhã

1 potinho de iogurte natural batido com 3 ameixas secas e 1 colher de sopa de farinha de coco, 1 tapioca recheada com coco e 1 xícara de café com leite ou chá verde.

Lanche da manhã

1 colher de sopa de manteiga de amendoim sem açúcar.

Almoço

Salada com alface americana, agrião, palmito, pimentão e tomate, 3 rodelas de batata-doce assada, ½ berinjela assada e 3 colheres de sopa de carne moída.

Lanche da tarde

1 copo de vitamina de abacate.

Jantar

1 prato fundo de tomate, 1 coxa de frango assada e brócolis com 3 colheres de sopa de quinoa.

Ceia

1 maçã.

Como fazer óleo de coco em casa

Receita de óleo de coco

Sim, ele pode ser feito em casa e não dá trabalho! Aprenda a receita de óleo de coco caseiro:

Ingredientes

  • 3 polpas de cocos maduros e sem película;
  • 4 xícaras da água dos cocos.

Modo de preparo

  • Bata a polpa e água no liquidificador até obter uma pasta;
  • Coe com um coador de pano;
  • Transfira para um pote de vidro e deixe em local escuro por 2 dias;
  • Coloque em uma garrafa plástica e deixe em ambiente claro por 6 horas;
  • Deixe na geladeira até ficar duro e depois corte a garrafa para tirar o óleo.

Conclusão

Agora que você descobriu os benefícios e como usar o óleo de coco não tem mais desculpas para não incluí-lo em sua dieta. Mas, sempre bom lembrar que ele não faz milagres sozinho. Associe o óleo de coco com alimentação balanceada e atividade física e tenha mais saúde.

Gostou de conhecer os benefícios do óleo de coco para a saúde? Acompanhe o site para aprender mais dicas sobre alimentação saudável.

Links úteis:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *